Julho de 2023 foi o mais quente no Brasil desde 1961

Julho de 2023 foi o mais quente no Brasil desde 1961

Durante o mês de julho é muito comum que, na Região Sul e áreas serranas do Sudeste, predominem os valores de temperatura média entre 12°C e 20°C. Neste ano, as temperaturas na região foram superiores ficando entre 12° e 24°C. Houve uma predominância de desvios positivos de temperatura média em grande parte do Brasil (tons de laranja na figura 1b), registrando valores de até 3°C acima da média, desde o sul da Região Norte, passando pelo Centro-Oeste, até a Região Sul.

Tomando como base a média histórica (1991 – 2020) das temperaturas médias observadas nas estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em todo o Brasil, no mês de julho, a temperatura média do País seria 21,93°C. Contudo, em 2023, a temperatura média foi de
22,97°C, ou seja, um desvio de 1,04°C acima da média histórica, colocando o recente julho como o mais quente já registrado no Brasil desde 1961.

Até então, julho de 2022 era o mais quente com 22,77°C ou 0,84°C acima da média. É importante ressaltar que, 2022, foi considerado o vigésimo ano mais quente desde 1961 e foi marcado pela ocorrência do fenômeno La Niña, que consiste no resfriamento das águas do Pacífico Equatorial e provoca alterações na circulação atmosférica, afetando o clima de várias regiões do globo. Mesmo
assim, 2022 ficou entre os mais quentes da era industrial.

Já o terceiro e o quarto julhos mais quentes, desde 1961, ocorreram nos anos de 2015 e 2016, respectivamente. Nesses anos foram registrados os valores de 0,8°C (2015) e 0,6°C (2016) acima da média histórica. Tanto 2015 como 2016 estiveram sob a influência do fenômeno El Niño, que corresponde ao inverso da La Niña, quando existe um aquecimento das águas do Pacífico Equatorial, que favorece a elevação da temperatura em diversas partes do planeta. Este El Niño foi classificado como um evento muito forte.

Neste contexto, entre os meses de abril e maio de 2023, foi observado uma tendência de aquecimento das águas do Pacífico e junho teve início um novo episódio de El Niño que, atualmente, está com intensidade moderada.

No decorrer de julho de 2023, ocorreram duas incursões de massas de ar frio que causaram declínio das temperaturas mínimas e geadas pontuais em alguns dias no centro-sul do País. No entanto, essas massas de ar frio foram insuficientes para alterar o panorama geral de temperaturas mais elevadas.

Na capital Porto Alegre (RS), por exemplo, predominaram dias consecutivos com temperaturas mínimas acima da média histórica, chegando a 17,6°C, no dia 23 de julho. Esse valor é 7,2°C acima da média do mês, que é de 10,4°C.

Avatar photo

Andrezza Cerveira

Editora responsável. Profissional da comunicação com quase 20 anos de atuação no mercado maranhense. Atualmente apresenta o programa Diário Mais, na Rádio Mais FM 99.9, de segunda a sexta-feira, de 06h às 08h. Também possui no currículo experiências na extinta Rádio NOVA FM 93.1, TV Difusora, Portal Difusora On, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís, além de campanhas políticas e assessoria de imprensa para organizações privadas. Ao longo da carreira, exerceu praticamente todas as funções do jornalismo: reportagem, produção, produção executiva, chefia de edição, chefia de reportagem, apresentação e coordenação de jornalismo.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x