Fios irregulares elevam o risco de incêndios no Maranhão, adverte Inmeq/MA

Fios irregulares elevam o risco de incêndios no Maranhão, adverte Inmeq/MA

O Governo do Maranhão, por meio do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmeq Maranhão), emitiu um alerta à sociedade sobre os perigos envolvendo fios, cabos elétricos e cordões flexíveis que são vendidos de forma irregular e são um risco iminente à população maranhense.

Conforme dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), somente no ano de 2022, aumentou em 228 o número de registros de acidentes elétricos. Atento aos dados da Abracopel, somente neste ano de 2023 o Inmeq Maranhão identificou irregularidades na produção de sete marcas comercializadas em São Luís, que substituíram o cobre dos fios por material ferroso propício a incêndios.

Os fios com a resistência maior que a permitida, produzem um aquecimento maior devido à capacidade inferior de conduzir eletricidade, diminuindo a vida útil dos equipamentos. Quando há o aquecimento prolongado, a capa plástica de proteção é derretida aumentando o risco de curto-circuito.

Conforme dados do Corpo de Bombeiros, em 2022 foram registrados 185 incêndios em residências no Maranhão, cerca de 80% deles tiveram relação com a fiação elétrica. Na Grande Ilha, dos 17 incêndios registrados em 2022, 12 deles estiveram relacionados a fenômenos elétricos.

Preocupado com os dados, o presidente do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq Maranhão), Eliel Gama, faz um alerta à sociedade maranhense quanto à qualidade de construção dos produtos e sobre a certificação do Inmetro.

“O Inmeq do Maranhão está apreensivo com esses problemas recorrentes em relação a incêndios no estado. Agora, nós estamos com uma audiência pública para alertar a população, porque ao comprar fios é preciso saber se eles têm o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), a quantidade de cobre adequada para a instalação referente à computadores, eletrodomésticos e a qualquer outro tipo de eletro que será utilizado em uma residência, empresa ou construção. É fundamental a população ter esse critério, principalmente na exigência da certificação do Inmetro”, alertou o presidente do Inmeq Maranhão.

A venda de insumos elétricos ou eletroeletrônicos pela internet, ou em promoções a preços bem mais baixos não costumam estar em conformidade às normas do Inmetro, segundo o diretor técnico do Inmeq Maranhão, Zois Gantzias,  que orienta sobre a instalação e como reconhecer possíveis falsificações.

“Inicialmente, quando for fazer uma instalação elétrica, é preciso buscar um profissional habilitado. Na hora de comprar os eletroeletrônicos, procure os equipamentos que possuem o selo do Inmetro, peça nota fiscal, garanta que sua compra seja de um objeto regulamentado. Na parte dos fios, também busque os que têm selo do Inmetro, infelizmente, acontecem falsificações, então, evite promoções absurdas e compre no comércio formal”, enfatizou Gantzias.

Avatar photo

Andrezza Cerveira

Editora responsável. Profissional da comunicação com quase 20 anos de atuação no mercado maranhense. Atualmente apresenta o programa Diário Mais, na Rádio Mais FM 99.9, de segunda a sexta-feira, de 06h às 08h. Também possui no currículo experiências na extinta Rádio NOVA FM 93.1, TV Difusora, Portal Difusora On, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís, além de campanhas políticas e assessoria de imprensa para organizações privadas. Ao longo da carreira, exerceu praticamente todas as funções do jornalismo: reportagem, produção, produção executiva, chefia de edição, chefia de reportagem, apresentação e coordenação de jornalismo.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x