Governador Brandão e ministra dos Povos Indígenas anunciam ampliação do Centro de Saberes, em Amarante do Maranhão

Governador Brandão e ministra dos Povos Indígenas anunciam ampliação do Centro de Saberes, em Amarante do Maranhão

Nesta quarta-feira (11), a partir das 9h30, o governador do Maranhão, Carlos Brandão, e sua comitiva de governo participam da solenidade de lançamento da pedra fundamental de ampliação do Centro de Saberes Tenetehar Tukàn, no município de Amarante do Maranhão, próximo à Aldeia Lagoa Quieta. A cerimônia de lançamento do projeto contará, ainda, com a presença da Ministra de Estado dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara.

A proposta do Centro de Saberes Tenetehar é desenvolver ações que promovam educação, saúde, cultura, produção agrícola e preservação ambiental, voltadas à integração e autonomia dos povos indígenas da Terra Indígena (TI) Araribóia.

O lançamento da pedra fundamental do Centro de Saberes corresponde ao passo inicial para a instituição tornar-se uma universidade dentro de um território indígena.

O ato também prevê também a exposição Ritos Tenetehar, dos fotógrafos Taciano Brito e Meireles Jr – exposição que revela a beleza e a profundidade dos rituais Tentehar – além de pocket show com a cantora Flávia Bittencourt.

O evento também será marcado pela assinatura de protocolos de intenções entre o Instituto Tukán e duas instituições estaduais: o Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Fundado oficialmente em 15 de junho de 2019, o Instituto Tenetehar Tukán atua em defesa da Amazônia e busca autonomia por meio da educação e da soberania alimentar, segundo Silvio Santana da Silva, cacique e liderança indígena da TI Araribóia e idealizador do Centro de Saberes Tenetehar. O objetivo do Centro de Saberes Tenetehar é trabalhar com educação bilíngue, em Tupi e português para crianças, jovens e adultos de todas as idades.

O lançamento desta etapa inicial – que tem o patrocínio da Equatorial Energia e Fribal, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Estado do Maranhão – contará com a presença da comunidade indígena de diversas etnias. De acordo com o Instituto Tukàn, essa será uma oportunidade ímpar para “se conectar com as raízes culturais e tradições ancestrais daquela comunidade”.

 

Sobre o Instituto Tukàn

A instituição visa diálogos e parcerias com as esferas de governos, instituições públicas e privadas, a fim de promover ações que tragam políticas públicas para educação, soberania alimentar, economia, segurança do território e dos povos indígenas no Brasil, a iniciar pelo Território Araribóia.

O projeto piloto desse objetivo é o Centro de Saberes Tenetehar que promoverá cursos técnicos, com certificação, em parceria com os parceiros das universidades – estaduais e federais; instituições, públicas e privadas; realizará conferências, reuniões, oficinas, formações, etc.

Avatar photo

Andrezza Cerveira

Editora responsável. Profissional da comunicação com quase 20 anos de atuação no mercado maranhense. Atualmente apresenta o programa Diário Mais, na Rádio Mais FM 99.9, de segunda a sexta-feira, de 06h às 08h. Também possui no currículo experiências na extinta Rádio NOVA FM 93.1, TV Difusora, Portal Difusora On, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís, além de campanhas políticas e assessoria de imprensa para organizações privadas. Ao longo da carreira, exerceu praticamente todas as funções do jornalismo: reportagem, produção, produção executiva, chefia de edição, chefia de reportagem, apresentação e coordenação de jornalismo.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x