Operação Catraca amplia abordagens na Grande Ilha com reforço de policiamento especializado

Operação Catraca amplia abordagens na Grande Ilha com reforço de policiamento especializado

Forças especiais da Polícia Militar do Estado do Maranhão (PMMA) deram início nesta quarta-feira (24), às ações de reforço à Operação Catraca, voltada para o combate e repressão a roubos em veículos do transporte coletivo que circulam na Grande São Luís.

Ação rotineira da PMMA, a Operação Catraca foi reforçada com efetivo especializado e abordagens volantes executadas pela Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam), Batalhão de Motopatrulhamento, Esquadrão Águia do Batalhão de Choque, Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRv), como explica o coronel Paulo Fernando, comandante geral da PMMA.

“A partir de agora o sistema de segurança pública implementará novas ações, nós faremos abordagens volantes nos principais corredores de segurança. O que é essa abordagem volante? O ônibus estará em movimento e nossas guarnições, tanto do Batalhão de Motopatrulhamento, Esquadrão Águia ou as viaturas diárias irão fazer esse veículo parar e fazer as devidas abordagens, tanto em pessoas, como no coletivo de forma geral”, detalhou Paulo Fernando.

O reforço às abordagens da Operação Catraca foi definido nesta terça-feira (23), como resposta das forças de segurança a um assalto em ônibus coletivo registrado na última segunda-feira (22), que acabou culminando no assassinato de Francisco Vale Silva, motorista do veículo assaltado.

Ainda na terça-feira, a SSP informou que todos os suspeitos de participação no crime foram capturados e presos. Nas redes sociais, o governador do Maranhão, Carlos Brandão, elogiou a resposta rápida dada pelas polícias maranhenses ao caso.

“Excelente trabalho das nossas polícias Civil e Militar, que em menos de 24 horas, com ação conjunta, prenderam três suspeitos de participação no assassinato do motorista Francisco Vale Silva. As investigações do caso, bem como as operações policiais, continuam”, informou Brandão.

Resposta rápida da segurança pública

O incremento de atuação policial especializada através da Operação Catraca e prisão dos suspeitos é parte da resposta rápida da segurança pública, e compõe estratégia conjunta por mais segurança nos ônibus, envolvendo o município de São Luís e as empresas de transporte.

Nesse empenho, somam forças com a SSP-MA, o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (Sttrema), o Sindicato das Empresas de Transporte (SET), o Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT/MA), o Conselho Estadual de Trânsito do Maranhão (Cetran/MA) e a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes de São Luís (SMTT). Os órgãos estiveram reunidos para deliberar estratégias.

Com o reforço policial, além de guarnições em pontos fixos de abordagem, o policiamento também está sendo realizado por viaturas em patrulhamento nas principais avenidas. Também estão sendo feitas paradas de coletivos para averiguação dos veículos e passageiros, caso haja suspeita de alguma situação que possa comprometer a integridade dos trabalhadores e usuários do transporte público.

Para o comandante da PMMA, coronel Paulo Fernando, o grande diferencial das abordagens policiais agora será o “fator surpresa”.

“A grande importância é o fator surpresa. O ônibus estará em movimento, a moto estará em movimento, e em qualquer local haverá abordagem. Pode ser uma viatura diária, podem ser os Esquadrões de Motopatrulhamento, as forças especiais. O Sistema de Segurança Pública estará atuando para retirar de circulação aquele meliante que possa estar querendo cometer algum tipo de delito ou assalto”, ressaltou.

De acordo com o coronel Paulo Fernando, a Operação Catraca, executada diariamente pela PMMA, conseguiu reduzir em 40% os índices de crimes a ônibus do transporte coletivo em 2023, na comparação com o ano de 2022.

“A Operação Catraca é um sucesso. Nos últimos anos a gente tem conseguido diminuir muito esses índices de assaltos a ônibus. A Operação Catraca é uma operação de rotina do Sistema de Segurança Pública. No ano de 2023 a Operação Catraca abordou mais de 109 mil pessoas. Tivemos como resultado a apreensão de mais de 250 armas brancas, cerca de 100 armas de fogo e mais de 92 pessoas presas”, destacou o coronel Paulo Fernando.

População aprova abordagens

A aposentada Clésia de Jesus é usuário do transporte público em São Luís e apoia a intensificação desse tipo de ação policial. “É mais segurança. Do jeito que está acontecendo isso, como aconteceu a morte do motorista, tem que ter mais [abordagens], principalmente agora no Carnaval. Eu apoio essas operações”, disse.

O motorista de ônibus coletivo, Darlivan Aroucha, aprovou a medida e espera que as ações da Operação Catraca sejam intensificadas.

“Lamentavelmente nós perdemos um companheiro de trabalho. Sabemos que é muito difícil, levantamos todo dia às 4h da manhã, para levar as pessoas aos seus trabalhos e acontece uma barbaridade dessa como aconteceu com o nosso amigo. Tem que intensificar [a operação]. Nós estamos aqui para trabalhar e deixar os policiais fazerem o trabalho deles”.

Avatar photo

Andrezza Cerveira

Editora responsável. Profissional da comunicação com quase 20 anos de atuação no mercado maranhense. Atualmente apresenta o programa Diário Mais, na Rádio Mais FM 99.9, de segunda a sexta-feira, de 06h às 08h. Também possui no currículo experiências na extinta Rádio NOVA FM 93.1, TV Difusora, Portal Difusora On, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís, além de campanhas políticas e assessoria de imprensa para organizações privadas. Ao longo da carreira, exerceu praticamente todas as funções do jornalismo: reportagem, produção, produção executiva, chefia de edição, chefia de reportagem, apresentação e coordenação de jornalismo.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x