Corpo de Bombeiros já combateu 149 incêndios em vegetação na Grande Ilha de São Luís em 2023

Corpo de Bombeiros já combateu 149 incêndios em vegetação na Grande Ilha de São Luís em 2023

Nesta segunda-feira (25), o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) e o Centro Tático Aéreo (CTA) combateram um incêndio em área de vegetação do Sítio Santa Eulália, em São Luís. Desde julho, o CBMMA realiza a Operação Maranhão Sem Queimadas para intensificar o combate e redução dos focos de incêndio em todo o estado. Ao longo de 2023, na Grande Ilha, já foram combatidas 149 ocorrências do tipo.

A ocorrência registrada nesta segunda-feira (25) aconteceu em área da Via Expressa nas proximidades do bairro Jaracati. As chamas foram combatidas com o apoio da aeronave Águia-2, do CTA, utilizando o equipamento Bambi Bucket, que permite realizar o combate a incêndios com aproximadamente 545 litros de água.

O uso da aeronave foi fundamental para apoiar as equipes de solo do CBMMA e reduzir o tempo resposta da operação, evitando que o fogo se alastrasse e causasse maiores danos.

Segundo dados do CBMMA, neste ano, em toda a Grande Ilha, já foram combatidos 149 incêndios em vegetação. Deste total, 62 ocorrências ocorreram somente no mês de setembro.

“Grande parte dos incêndios em área de vegetação são causados por ação humana, por conta da queima irregular de plantações, descarte de lixo, abandono de pontas de cigarros, entre outros”, explica o tenente-coronel José Lisboa, do CBMMA.

Ainda de acordo com o tenente-coronel José Lisboa, para prevenir e evitar este tipo de ocorrência, o Corpo de Bombeiros tem alertado a população sobre os cuidados com o uso do fogo, sobretudo no período de estiagem e de altas temperaturas.

“Entre estes cuidados estão redobrar a atenção no uso do fogo, não jogar pontas de cigarro no chão, não abandonar braseiros sem antes ter a certeza de que foram totalmente apagados, e não promover limpeza de terrenos com uso de fogo”, enfatiza o tenente-coronel José Lisboa.

 

Maranhão Sem Queimadas

O combate a incêndios em área de vegetação em todo o estado foi intensificado desde julho quando foi lançada a Operação Maranhão Sem Queimadas, que segue até dezembro. Além do trabalho de conscientização para o correto uso do fogo, a operação contempla monitoramento das regiões, apoio às comunidades, contenção de ocorrências e medidas de apreensão de equipamentos, se for necessário.

Com a estiagem, a vegetação fica mais seca e, somado ao calor, mais propensa a incêndios. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), atualmente, o Maranhão é o quarto estado do país em número de focos de queimadas. Ainda segundo o órgão, no mês de agosto de 2023 o Maranhão apresentou 30% de redução no número de incêndios em áreas florestais em comparação a agosto do ano passado.

Os focos de calor se configuram por temperaturas a partir de 47 graus centígrados e são captados pelos satélites, em ambientes como telhados, placas solares e afins. A queimada é originada do ato de limpeza de áreas, com uso do fogo, que só é considerada legal se autorizada pelo órgão de competência e seguindo critérios de manejo.

A Operação Maranhão Sem Queimadas tem apoio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) e coordenadorias de Defesa Civil nos municípios.

Avatar photo

Andrezza Cerveira

Editora responsável. Profissional da comunicação com quase 20 anos de atuação no mercado maranhense. Atualmente apresenta o programa Diário Mais, na Rádio Mais FM 99.9, de segunda a sexta-feira, de 06h às 08h. Também possui no currículo experiências na extinta Rádio NOVA FM 93.1, TV Difusora, Portal Difusora On, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís, além de campanhas políticas e assessoria de imprensa para organizações privadas. Ao longo da carreira, exerceu praticamente todas as funções do jornalismo: reportagem, produção, produção executiva, chefia de edição, chefia de reportagem, apresentação e coordenação de jornalismo.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x