Doenças inflamatórias intestinais atingem 100 em cada 100 mil habitantes do Brasil

Doenças inflamatórias intestinais atingem 100 em cada 100 mil habitantes do Brasil

Maio Roxo é o mês de conscientização das doenças inflamatórias intestinais (DIIs), grupo de doenças inflamatórias do trato digestivo, de caráter imunomediado, cujos principais representantes são a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), as DIIs afetam mais de cinco milhões de pessoas no planeta e sua prevalência vem aumentando no Brasil, afetando 100 pessoas a cada 100 mil habitantes, com maiores concentrações no Sul e Sudeste do país.

Quem convive com as DIIs deve ter acompanhamento médico contínuo para controle dos sintomas da doença ao longo de toda a vida, visto se tratarem de doenças crônicas que possuem controle através de medicamentos que são capazes de recuperar a qualidade de vida, mas não cura. É necessário ficar atento aos sintomas, como persistência de dor abdominal, diarreia e sangramento nas fezes, ir ao médico para ter um atendimento especializado e diagnóstico precoce. Saber a doença que tem o quanto antes é primordial para iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível de modo a evitar a piora do quadro do paciente e manifestações mais graves, que podem levar à necessidade de internações e cirurgias. A doença de Crohn, habitualmente, causa diarreia, cólica abdominal, frequentemente febre e, às vezes, sangramento retal. Também podem ocorrer perda de apetite e perda de peso.

Os pacientes com DIIs possuem um maior risco de carências nutricionais e precisam focar em uma nutrição reforçada de suplementos alimentares. É fundamental ter uma alimentação variada com boa qualidade proteica, tendo equilíbrio entre os carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais. Desta forma, a alimentação aliada ao tratamento medicamentoso auxilia no controle das crises.

Para a saúde mental, recomenda-se psicoterapia, grupos de suporte, meditação e yoga. Além da alimentação balanceada, deve-se fazer o uso correto dos medicamentos prescritos pelos médicos.

Bio-Manguinhos/Fiocruz possui em seu portfólio medicamentos que oferecem melhor qualidade de vida aos pacientes que vivem com essas doenças através do Sistema Único de Saúde (SUS): os biofármacos adalimumabe e infliximabe.

Esta data conscientiza que as pessoas cuidem melhor da alimentação, saúde mental e pratique esportes regularmente. Seguindo o tratamento e a recomendação alimentar adequados, é possível que os pacientes com DIIs tenham uma vida normal.

Avatar photo

Andrezza Cerveira

Editora responsável. Profissional da comunicação com quase 20 anos de atuação no mercado maranhense. Atualmente apresenta o programa Diário Mais, na Rádio Mais FM 99.9, de segunda a sexta-feira, de 06h às 08h. Também possui no currículo experiências na extinta Rádio NOVA FM 93.1, TV Difusora, Portal Difusora On, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís, além de campanhas políticas e assessoria de imprensa para organizações privadas. Ao longo da carreira, exerceu praticamente todas as funções do jornalismo: reportagem, produção, produção executiva, chefia de edição, chefia de reportagem, apresentação e coordenação de jornalismo.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x