Ministério da Saúde libera quase meio milhão de reais para combate a dengue, zika e chikungunya

Ministério da Saúde libera quase meio milhão de reais para combate a dengue, zika e chikungunya

O Ministério da Saúde vai destinar mais de R$ 499,6 mil para ações de fortalecimento da vigilância e enfrentamento a arboviroses – como dengue, chikungunya e Zika – no Maranhão. Além do repasse para o estado, também serão destinados mais de R$ 923,3 mil para São Luís. Os recursos serão efetivados até o fim deste ano, em parcela única. O monitoramento do cenário dessas doenças no Brasil é uma ação constante da pasta, que está em alerta para o início do período de chuvas, quando o número de casos, tradicionalmente, começa a aumentar.

O último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em outubro, indicou infestação de 0,5% dos domicílios em São Luís, índice menor que o percentual de 1%, preconizado pelo Ministério da Saúde.

Este ano foram realizados quatro LIRAa, para monitorar a presença do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, nos domicílios. O trabalho é feito pelos agentes de endemias com a coleta de amostras nos imóveis visitados.

O secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, explica que o levantamento é uma ferramenta importante para avaliar o resultado das ações de combate às arboviroses feitas pela gestão municipal.

“Quanto menor o índice do LIRAa, melhor, porque indica o acerto do trabalho que fazemos diariamente para combater o Aedes aegypti. Mas, com a proximidade do período chuvoso, estamos intensificando as ações e precisamos que a população adote medidas de prevenção”, afirma.

Em todo o país há previsão de aumento de casos de arboviroses devido à combinação de temperaturas elevadas e chuvas, que favorecem a proliferação do mosquito e, diante de condições climáticas favoráveis, é fundamental a colaboração das pessoas para fortalecer os resultados do trabalho da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

“Durante a realização do LIRAa percebemos que os criadouros do mosquito estão principalmente nas residências, em vasos de plantas, garrafas retornáveis, bebedouros de animais e recipientes que são descartados indevidamente; e os reservatórios principais são os tanques e caixas d’água ao nível do solo. Então é uma situação que pode mudar com a sensibilização das pessoas”, diz o coordenador do Programa das Arboviroses da Semus, Júlio César Maia.

Faça sua parte no combate ao mosquito:

• Não deixe água parada.

• Lave frequentemente as paredes internas de caixas d’água, cacimbas, tonéis de água, cisternas, jarras e filtros.

• Troque a água dos pratos de vasos de plantas e xaxins por areia.

• Não junte vasilhas e utensílios que possam acumular água (tampinha de garrafa, casca de ovo, latinha, saquinho plástico de cigarro, embalagem plástica e de vidro, copo descartável etc.) e guarde garrafas vazias de cabeça para baixo.

• Entregue pneus velhos ao serviço de limpeza.

• Troque a água dos bebedouros dos animais no mínimo uma vez por semana.

• Limpe frequentemente as calhas e a laje das casas.

• Mantenha latões de lixo e lixeiras bem tampados.

• Não jogue lixo em terrenos baldios.

• Permita sempre a entrada do agente de endemias, devidamente identificado, para inspeção de seu domicílio.

Avatar photo

Andrezza Cerveira

Editora responsável. Profissional da comunicação com quase 20 anos de atuação no mercado maranhense. Atualmente apresenta o programa Diário Mais, na Rádio Mais FM 99.9, de segunda a sexta-feira, de 06h às 08h. Também possui no currículo experiências na extinta Rádio NOVA FM 93.1, TV Difusora, Portal Difusora On, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís, além de campanhas políticas e assessoria de imprensa para organizações privadas. Ao longo da carreira, exerceu praticamente todas as funções do jornalismo: reportagem, produção, produção executiva, chefia de edição, chefia de reportagem, apresentação e coordenação de jornalismo.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x